quarta-feira, 30 de novembro de 2011

SÃO PAULO QUER REFORÇOS DE PESO PARA 2012

Motivada pelo fracasso da equipe nas competição que disputou nesta temporada, a diretoria do São Paulo alterou o planejamento para o próximo ano. Após apostar no sucesso dos jogadores revelados na base, o Tricolor vai abrir os cofres em busca de grandes reforços.

“Queremos jogadores combativos. São atletas como o Lugano, que tem até hoje o respeito dos adversários e é querido pela torcida”, explicou João Paulo de Jesus Lopes, vice-presidente de futebol.

O atacante Nilmar, o meia-atacante argentino Montillo, o volante Fabrício e o zagueiro Breno são alguns dos nomes que fazem parte da lista de reforços da cúpula são-paulina.

Com o dinheiro dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro — o São Paulo vai receber R$ 82 milhões por ano da TV Globo —, o presidente Juvenal Juvêncio quer contratar pelo menos três nomes de peso.

Indagado sobre o planejamento para a próxima temporada, o técnico Emerson Leão alertou que o time não pode apostar todas as suas fichas nos jogadores saídos do CT de Cotia. Lucas e Wellington, por exemplo, são titulares. Mas Bruno Uvini, Casemiro e Henrique ainda não vingaram.

“Não dá para trazer todos os jogadores da base e achar que vão dar conta do recado. Se nós conseguirmos retirar um atleta de elite por temporada, já vai ser excelente”, comentou.

Segundo o treinador, para montar um time competitivo em 2012, a diretoria do clube precisa abrir os cofres.

“O São Paulo sempre ofereceu estrutura e uma camisa vencedora aos jogadores. Isso seduzia muito. Mas a sedução hoje não é só isso. São necessárias outras coisas que o São Paulo algumas vezes não quer dar”, argumentou.

“O São Paulo sempre foi um vanguardista. Quando terminava o ano, tinha uma contratação positiva. Mas o Brasil foi mudando tanto que as coisas começaram a se tornar mais difíceis”, acrescentou o treinador.

Fonte: Diário de São Paulo

JUVENAL EXIGE: "QUERO ESPÍRITO DE GUERRA PARA VESTIR A CAMISA DO SÃO PAULO"

Em entrevista exclusiva ao LANCENET!, entre outros assuntos, presidente falou sobre o perfil dos reforços que busca e deu adeus à Libertadores

O presidente Juvenal Juvêncio, definitivamente, não está satisfeito com o desempenho do São Paulo na temporada. Do Morumbi, enquanto recebia Zico para oficializar a realização da oitava edição do Jogo das Estrelas em um dos seus maiores xodós, o mandatário atendeu à reportagem do LANCENET!, por telefone, no início da noite de segunda-feira. Ele quer mudanças, que estão em andamento.
Para 2012 ser diferente, alterações vão acontecer. Leão, com quem tem acordo verbal para seguir, pode não continuar. Vai depender de conversas nos próximos dias. No elenco, mais de quatro vão sair e três ou quatro vão chegar. Juvenal quer postura diferente, com jogadores que possam dar liga ao lado dos pratas da casa. E já não acredita mais em vaga para próxima Santander Libertadores.
– Temos de trazer figuras mais experimentadas, com grande espírito de luta, de guerra, para dar uma encorpada, o que não encontramos em 2011. Este ano já passou – explicou o mandatário.
Juvenal sabe que outro ano fora da competição sul-americana é sinal de fracasso – precisa vencer o Santos e torcer por tropeços de Coritiba, Figueirense e Inter. Por isso, está incomodado. Pensava em manter Leão, mas já não tem certeza. Tem consciência de que não pode mais errar, até porque, a própria paciência está no limite. A escolha do comando e comandados para nova temporada tem quer ser certeira.
Na entrevista, o presidente ainda falou, entre outros assuntos, sobre Luis Fabiano, Andrés Sanchez, Morumbi, aposta nos jovens e demonstrou otimismo na melhora de suas decisões para voltar ao topo.
LANCENET!: O que achou de fazer o último jogo do Brasileiro em Mogi, em vez do Morumbi (Corinthians e Palmeiras vão jogar na capital, por isso a troca de estádio)?
Juvenal Juvêncio: É algo que já tinha sido falado. Quem fosse disputar o título, teria vantagem e os outros iriam para o interior. Algo que valeria também para os outros estados. Foi o que me falaram. Foi uma norma, que o São Paulo não poderia descumprir. Deixei para o pessoal do futebol resolver. Aceitaram, vamos para uma casa que de vez em quando jogamos, gosto de lá. Não foi a melhor coisa que poderia acontecer, mas valeria para todos estados.
L!.: Contra o Palmeiras, mais uma derrota em clássico este ano. Por que só uma vitória (em nove confrontos) diante dos rivais?
J.J.: A repercussão pode ser maior ou menor. Foi um jogo em circunstâncias naturais, normais, 1 a 0, uma bola que entrou. O São Paulo precisava mais, mas não conseguiu. Como não tem conseguido durante toda a temporada. Tem jogadores importantes, mas a soma não corresponde à eficácia e o que se espera. Estamos conscientes de que não produzimos o que tinha de produzir. Fizemos escolhas individuais corretas, mas coletivamente não correspondeu. Vamos fazer algumas alterações para ver se ano que vem enquadra e a equipe encaixa.
L!.: O que fazer para ser diferente ano que vem? Vai contratar?
J.J.: Minha ideia é que saiam mais de três ou quatro, mas entrem três ou quatro, que possam vestir a camisa. Não vai chegar por chegar. Porque tenho uma produção excelente na base, fortíssima, com jovens talentosos. Gostem ou não, é um fato. Quem produz sabe do que estou falando. Tanto que temos o Lucas, que não dá para discutir, já é realidade e um grande jogador.
L!: O São Paulo precisa de uma combinação de resultados para ir à Libertadores. Como será ficar fora dessa competição?
J.J.: Quando peguei como diretor de futebol (entre 2004 e 2005) fazia 12 anos que não entrava na disputa e retornou. Depois, comigo na presidência (está desde 2006), foram sete seguidos. E agora não foi. Temos vivência nesse processo, somos quem mais foi e conhece a competição. Mas não é uma cibernética (ciência que estuda as comunicações e o sistema de controle não só nos organismos vivos, mas também nas máquinas), algo eletrônico, que aciona um dispositivo e dá resultado. É momento, algo inexplicável. Hoje, um time médio pode ser campeão e um valoroso não consegue. São momentos e não conseguimos fazer time de alto poder de competição, de guerra, de luta. Faltou isso aqui e acolá. Mas vamos tentar recompor. Sabemos que não é algo científico e que nós tivemos altos e baixos.
L!: Preocupa passar mais um ano sem títulos e, de quebra, novamente fora da Libertadores?
J.J.: Sem dúvida é algo a pensar. Mas na última década fomos magnos nesta competição. Temos a nossa base, que é forte. Todas Seleções de sub isso, aquilo... A CBF sempre chama três, quatro lá de Cotia. Com os jovens, podemos estar por um instante mal, mas a expectativa de virar é rápida. E tenho certeza de que isso vai acontecer logo.
L!: O que significa ficar fora da Libertadores e ver o rival Corinthians já garantido para sua terceira participação seguida?
J.J.: Futebol tem este tipo de inesperado, mas essas alternâncias não são tão chocantes. Quem esperava que o Corinthians fosse cair (em 2007)? É desejável? Claro que não. Nesses momentos tem que ter autocrítica e estamos tento. Acho até que ano que vem vamos conseguir voltar.
L!: No mercado, está difícil encontrar jogadores com as características que procura?
J.J.: Já vi alguns perfis, mas os custos são muito altos e proibitivos. Então, estamos vendo se é viável, procurando, mas gosto de alguns.
L!: Pelo alto custo e dificuldades, pode gastar cifras parecidas com as investidas no início do ano no Luis Fabiano (R$ 17,5 milhões)?
J.J.: É difícil, acredito que não. Ali foi uma situação especial, precisávamos daquilo. Com um jogador com total identificação no clube.
L!: O Leão tem contrato até o fim do Brasileiro. Decidiu se ele continuará para o ano que vem, já que existe acordo verbal disso?
J.J.: Ainda não temos nada ajustado, finalizado. Vamos fazer uma análise, examinar, ver as consequências nos próximos dias, mas sem uma data. Não tem nada de especial no assunto. Vai ser examinado, sabemos que não ganhou grandes coisas, mas precisar ter um time, que em certo ponto está afobado, abalado. Sabemos que houve dificuldades, o que complica o trabalho.
L!: E quanto a reforços, algum está contratado? Paulo Miranda (Bahia) e Fabrício já (Cruzeiro) são reforços do São Paulo?
J.J.: Não tem nada concreto. São nomes falados, mas nada certo. Vamos aguardar esta semana para não confundir as coisas. Vamos respeitar os clubes com quem eles têm contrato, cada um com sua dificuldade e ainda em disputa no campeonato. Temos este respeito.
L!: Pode anunciar oficialmente alguma contratação logo depois do Brasileirão?
J.J.: Na próxima semana vamos começar com uma agilidade maior, um avanço mais agressivo.
L!: Mas já será contratado?
J.J.: Não para a semana que vem. Tem questões burocráticas, contratos, acertos que precisam ser feitos.
L!: A cota de TV aumentou (vai receber R$ 75 milhões). Pode ser um fator para ajudar na contratação de jogadores caros?
J.J.: Melhorou do ano que vem e a maioria pode até usar para contratações. Mas tem de pagar a conta deles também. Então, não é por aí. Vamos ver as necessidade e depois tomar a decisão. Existe a possibilidade em relação aos custos, mas é preciso tomar uma posição serena e firme. Teve o Luis Fabiano, mas fazemos uma análise. Não que não cometemos erros, o que pode acontecer. Então, vamos ver.
L!: O Morumbi garantiu a cobertura e está se modernizando. Recentemente, o presidente da Federação Paulista, Marco Polo Del Nero, disse que pode usar o estádio para Copa das Confederações. Vê esta possibilidade?
J.J.: Temos sempre buscado fazer melhorias no estádio, porque é um patrimônio do São Paulo. Temos gente, existe um pensamento cultural de fazer sempre os avanços, sem visar isso ou aquilo. Não pensamos em nada disso. Queremos ter uma casa importante para tudo e assim vamos continuar.

Fonte: Bruno Quaresma e Gabriel Saraceni, Lancenet

terça-feira, 29 de novembro de 2011

DIRIGENTES DO INTER PROCURAM SÃO PAULO PARA ACERTAR DETALHES SOBRE DAGOBERTO




Sem alarde, o Inter se movimenta para contar com o atacante Dagoberto já no mês de janeiro. O diretor técnico de futebol Fernandão e o seu auxiliar Cuca Lima estiveram na capital paulista nesta terça-feira para discutir com o São Paulo a situação do jogador.

A dupla aproveitou o fato de a delegação do Inter ter viajado no domingo para o Rio de Janeiro para enfrentar o Flamengo e, na volta para Porto Alegre, marcou uma reunião com dirigentes do São Paulo para conversar sobre Dagoberto.

Ao UOL Esporte, Fernandão confirmou que está em São Paulo, mas negou que esteja tratando assuntos relativos à contratação de Dagoberto. “Estou resolvendo outras coisas, e posso te dizer que não é isso”.

Dagoberto tem contrato com o São Paulo até abril, e segundo a legislação brasileira ele já está autorizado a assinar um pré-contrato com qualquer time do país. Tanto o time tricolor e o Inter não admitem que já exista um acordo para a saída do jogador.

Fonte: UOL

ABAIXO-ASSINADO CONTRA O VETO À REALIZAÇÃO DE SHOWS NO MORUMBI

Todos devem saber que o Minstério Público está tentando impedir que o São Paulo realize shows no Morumbi, em virtude dos incômodos provocados na vizinhança. Se o Morumbi for proibido de sediar shows, o SPFC será prejudicado, pois parte de sua renda vem desses eventos. 
Como se sabe, o clube envidou grandes esforços para construir seu estádio, numa época em que não haviam quaisquer residências na região. Portanto, não faz sentido sacrificar a manutenção do estádio em função de moradores que chegaram depois de sua construção – e que, sabiam, obviamente, da existência do estádio e dos incômodos que o mesmo poderia causar. É o mesmo que alguém se mudar pra perto de um aeroporto e reclamar do barulho dos aviões.
Além do clube, a população também tem interesse na realização desses grandes eventos, que garantem não apenas acesso ao lazer e à cultura, ambos Direitos Constitucionalmente garantidos ao cidadão, mas também geram receitas importantes, provenientes do turismo.
Shows como os do U2, que levaram ao Morumbi 270 mil pessoas, sendo 90 mil de fora, deixaram R$ 150 milhões na cidade, e lotaram 43 mil quartos de hotéis – que empregam 44 mil pessoas. Ou seja, os ganhos se multiplicam para todos. Sem estes eventos, o Estado e a Cidade de São Paulo perdem. Não se nega o incômodo provocado, mas deve-se analisar todo esse contexto, e não apenas um dado específico.
Ademais, os shows ocorrem, em média, 1 vez a cada 40 dias, ou seja, o incômodo é eventual. Não faz sentido sacrificar ganhos gigantescos proporcionados por estes eventos em função de um incômodo ocasional.
Suportar transtornos provocados pelos shows é menos prejudicial do que vedar Direitos Individuais e Sociais de toda uma nação, que tem interesse nos ganhos econômicos gerados pelo mercado de entretenimento, bem como Direitos do próprio São Paulo, que faz jus a exploração econômica seu estádio.
É lição comezinha do Direito que direitos coletivos devem prevalecer sobre individuais, e os “coletivos de maior proporção” devem superar os de “menor proporção”, não extinguindo esse, mas convivendo entre eles com uma certa prevalência.
Assim, só queremos de você uma assinatura com o número de documento, comprovando que você apoia a manutenção do estádio como sede de shows. Vamos mostrar que, apesar de não ser a maior torcida, somos a mais unida e atuante, vamos provar que o São Paulo tem um grande time e uma torcida Soberana.
Dessa forma, todos aqueles que são favoráveis a manutenção de shows musicais no Morumbi, por favor, assinem esse abaixo-assinado.
Vocês poderão assiná-lo acessando o link abaixo (acessem, assinem e divulguem): https://www.facebook.com/groups/Soberanos/doc/271892969514859/
- Acessem também nosso site: http://www.muspmovimento.wordpress.com/
- Curtam nossa página no facebook:
- Sigam nosso twitter (@musp_) que toda e qualquer novidade publicaremos para você amigo Soberano.
- Vocês podem também entrar em contato conosco pelo e-mail:
Como vocês percebem esse Movimento é pioneiro e irá nos fortalecer a cada dia.
Estamos todos juntos nessa nova “batalha”.
E que no final a Justiça seja feita.
Movimento União Pró São Paulo”

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

JUVENAL: "ESTOU ANALISANDO O LEÃO E VOU CONTRATAR TRÊS JOGADORES NO MÁXIMO"

Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, promete um time bem melhor em 2012, mas com poucas mudanças. Não sabe se Leão fica e certeza mesmo, é que irá torcer para Vasco e Palmeiras no domingo, mas com poucas esperanças. "Apesar da minha torcida contra, eles devem ser campeões". Abaixo, a entrevista.

O Leão vai continuar em 2012?

Eu não sei, vou analisar ainda. Vamos resolver depois que terminar o Brasileiro.

O time não tem rendido bem, não é?

É verdade, mas não é culpa dele. É uma questão do elenco, eu mesmo já falei isso, não é nenhuma novidade.

Então, vai mudar muito o elenco para 2012?

De jeito nenhum. Vai mudar duas ou três peças. Mudando assim, pontualmente, o time começa a jogar bem novamente. Trocando três peças individuais, o rendimento global volta a ser bom. Contra o Palmeiras, foi equilibrado. Não é nenhum problema perder um clássico para  Palmeiras por 1 a 0. Não é incomum.

Incomum é ganhar apenas um clássico no ano.

É verdade, por isso vamos mudar. Para ter um time mais eficaz.

No jogo contra o Palmeiras, o time foi mal tecnicamente ou faltou vontade?

Não vou analisar assim, não vou falar o que você quer que eu fale para escrever e fazer marola. Não caio na sua marola...

Quem vai sair?

O Marlos. Está quase certo. Podem sair outros, mas não vou dizer.

O Breno vai ser contratado?

Ele só fica livre em abril e há um problema jurídico. É preciso ver o desiderato desse problema antes de agir. Não estamos especulando com ele, não.

O Paulo Miranda?

Esse deve vir emprestado. É raçudo e pode ajudar a compor o elenco. Time precisa ter cinco zagueiros para poder jogar no 3-5-2, se quiser, sem maiores sustos.

O Rhodolfo vai sair?

Acho que não. Tinha uma proposta da Juventus, mas ela não foi repetida agora. Vamos esperar.

O Nilmar?

Ele quer voltar ao Brasil, mas nós não somos coadjuvantes nesse processo. Não estamos fazendo lobby para isso.

Por que os jogadores da base falharam?

Você quer que eles tenham falhado, mas não falharam nada. Nosso trabalho da base é espetacular, fomos campeões sub-20 agora. Ninguém tem um trabalho como o nosso. Aliás, tem time por aí que nem base tem mais.

Mas eles estão jogando bem?

O Lucas é da base e é nosso grande jogador, seguido pelo Casemiro.

O Casemiro foi bem?

Ele é muito bom, mas teve problemas quando deixou a base. Enfrentou as belezas de ser convocado para a seleção,  enfrentou as belezas de ser assediado por clubes europeus e enfrentou as belezas de ser titular. Não suportou mas em 2012 vai jogar muito futebol.

O Brasil vai ser campeão com o Andrés no comando?

Ah ah ah, não me faça rir. Se for campeão é pelos jogadores e não por ele.

Mas ele vai ser campeão brasileiro.

Parece que vai mesmo, apesar da minha torcida contra.

Se ele vai ser campeão, significa que é um bom dirigente...

Ah é, e quando ele foi rebaixado para a segunda divisão? Era bom? É fogo, torcida brasileira....

O que o senhor acha de o São Paulo ter de jogar em Mogi Mirim.

É o futebol brasileiro, sempre mal dirigido.

O senhor reclama, mas o São Paulo nunca apresenta um candidato para a Federação Paulista ou para a CBF. Não adianta só reclamar.

Quem sabe faz a hora não espera acontecer. Ainda não é o momento certo.

Fonte: Blog do Menon

ELENCO SOFRERÁ GRANDE "LIMPEZA" PARA 2012

Acordo entre técnico e diretoria está apalavrado. Marlos, Jean, Henrique e Fernandinho devem ser usados como moedas de troca. Outros podem sair

Leão deve renovar para 2012 (Foto: Vipcomm)

A situação ainda é tratada com muito sigilo na diretoria do São Paulo, mas Emerson Leão tem tudo apalavrado para permanecer como técnico do clube em 2012. O anúncio será feito ao término do Campeonato Brasileiro e só não ocorrerá se houver uma súbita - e improvável - mudança de ideia. Apesar da fraca campanha (duas vitórias, um empate e quatro derrotas) de Leão, contratado emergencialmente após a saída de Adilson Batista, é consenso entre o presidente Juvenal Juvêncio e seus comandados que o problema do clube não é na peça que comanda o elenco, mas a falta de qualidade de vários atletas.
– O desempenho do time não influencia em nada a situação do Leão. Vamos fazer as
análises que forem necessárias quando o campeonato acabar. O Leão trabalha bastante, está tentando recuperar o time. E, como o próprio presidente Juvenal Juvêncio já disse há 40 ou 50 dias, o problema do São Paulo não é técnico e ficou provado isso mais uma vez – afirmou o
diretor Adalberto Baptista, referindo-se ao tropeço diante do Palmeiras por 1 a 0.
Leão, por sua vez, adotou um tom de mistério. Questionado sobre o assunto na entrevista coletiva após a derrota no clássico, ele fugiu pela tangente.
– Ainda temos mais uma partida. Em uma semana eu respondo isso – disse o treinador, enigmático.
Outro forte indício de que Leão irá ficar é que ele está dando atenção às categorias de base. Durante a semana, ele foi conhecer as instalações do CT Laudo Natel, em Cotia. Na noite do último sábado, apesar da forte chuva, esteve em Mogi Mirim para acompanhar a conquista do time sub-20 que, após empatar com o time da casa por 3 a 3, conquistou o título paulista da categoria.
– Apesar da forte chuva que caiu, faz parte da minha obrigação observar isso – ressaltou.

Marlos, Fernandinho e Rivaldo não devem ficar no clube para 2012 (Foto: Agência Vipcomm)

Se Leão tem tudo para ficar, haverá uma grande modificação no elenco. Apesar de ainda existirem chances matemáticas, ninguém acredita que a vaga na Taça Libertadores da América será obtida. Por isso, a meta é pensar no time do ano que vem.
A limpeza será grande e passará por todos os setores. Jean interessa a Cruzeiro e Grêmio e pode ser usado como moeda de troca em alguma negociação, assim como Fernandinho, que está na mira da Raposa para 2012. Marlos, que não consegue emplacar com nenhum técnico, será negociado. O Metalist (UCR) tem interesse no jogador. Vale lembrar que o Tricolor tem 50% dos direitos econômicos do atleta.
O zagueiro Xandão, que está em vias de obter o seu passaporte europeu, também não deve ficar, já que seus representantes apresentarão ofertas da Europa. O também beque Rhodolfo, que esteve na mira do Juventus (ITA) no meio do ano, não sabe se fica, já que o clube italiano pode apresentar uma proposta.
No meio-campo, Rivaldo não renovará contrato e Casemiro, que caiu muito de rendimento, será negociado como apareça propostas da Europa. Dagoberto já assinou com o Internacional e Henrique, que nem vem sendo utilizado por Emerson Leão, será usado também como moeda de troca.
Quanto a reforços, o zagueiro Paulo Miranda (Bahia) e o volante Fabrício (Cruzeiro) serão anunciados tão logo acabe o Campeonato Brasileiro. A diretoria ainda corre atrás de um lateral-esquerdo para fazer sombra a Juan, de um meia de criação e de pelo menos dois atacantes, sendo que um viria para substituir Dagoberto e formar dupla com Luis Fabiano, que ao lado de Rogério Ceni, será o grande pilar do time em 2012.

Fonte: Globo Esporte

domingo, 27 de novembro de 2011

LEÃO TEM ACORDO PARA PERMANECER NO SÃO PAULO EM 2012

Emerson Leão assinou com o São Paulo para ficar até o fim do Brasileirão. Mas, quando firmou vínculo, fez um acordo com a diretoria. Ao término do Brasileirão, segundo apurou a reportagem do LANCENET!, as partes vão anunciar que ele fica para 2012. Isso só não vai acontecer se um dos lados mudar de ideia, o que não vai acontecer pelo comandante.

O Tricolor enfrenta o Santos pela última rodada do Nacional, em Mogi Mirim. Até lá, segundo combinado, cúpula e treinador não vão se pronunciar oficialmente sobre o tema.

- Ainda temos mais uma partida. Então, respondo isso depois - resumiu Leão, depois da derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, quando questionado se vai seguir no cargo.

Com sete partidas desde sua chegada, o treinador ganhou dois jogos, empatou um e perdeu quatro - 33% de aproveitamento. Mesmo assim, a diretoria analisa o trabalho como bom. Isso porque, entende que o problema não é mais comando, mas o grupo.

- O presidente Juvenal (Juvêncio) disse que não trocaria mais de técnico, mas sim os jogadores. Hoje (domingo) isso ficou provado - explicou o diretor Adalberto Baptista, ao término do clássico.

No último sábado, Leão esteve em Mogi Mirim, onde acompanhou o título paulista do sub-20 tricolor, que empatou em 3 a 3 com os donos da casa. Rivaldo, presidente do clube do interior, teve a liberação do treinador da concentração, e os dois foram juntos. Este é mais um indício de que o comandante ficará para o ano que vem, pois já observa a base.

Leão também tem participado da observação de reforços para 2012. Diretoria e comissão técnica têm conversado constantemente sobre jogadores que podem chegar. Muitos também vão sair por empréstimo ou serão vendidos.

Fonte: Lance

TRICOLOR PERDE CLÁSSICO, MAS SEGUE NA BRIGA PELA LIBERTADORES

São Paulo foi derrotado pelo Palmeiras por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Pacaembu


Rubens Chiri / saopaulofc.net 
Era o dia para entrar de vez na zona de classificação para a Libertadores e depender apenas de si para garantir a vaga na última rodada. Mas, na tarde deste domingo, no Pacaembu, o São Paulo perdeu para o Palmeiras por 1 a 0, com um gol do volante Marcos Assunção.
Apesar do revés, o Tricolor segue com chances no Campeonato Brasileiro. Internacional e Figueirense, rivais por uma vaga, também perderam suas partidas na rodada. O Coritiba venceu e também chegou a 57 pontos. A diferença do São Paulo (que tem 56) para o trio é de apenas um ponto. Tudo será definido na última rodada do Brasileiro.
BOLA NA TRAVE
O técnico Emerson Leão entrou em campo com a escalação dos últimos treinos feitos no CT da Barra Funda. João Filipe voltou para a zaga são-paulina, enquanto Denilson e Wellington formaram a dupla de volantes. O camisa 5, inclusive, fez marcação individual no chileno Valdivia.
Ambas as equipes não tiveram muitas oportunidades ao longo da primeira etapa. Apenas uma perigosa para cada lado, primeiro com o Tricolor. Aos 32 minutos, o lateral-esquerdo Juan chutou de direita dentro da área, mas a bola bateu na trave do goleiro Deola.
Depois, no último lance do primeiro tempo, Rogério Ceni salvou o São Paulo. O camisa 01 fez excelente defesa em chute de Patrik, a bola ainda bateu no travessão. No rebote, Valdivia tentou de bicicleta, mas errou. Um primeiro tempo equilibrado no Pacaembu.
RESTA UMA CHANCE
Logo no início do segundo tempo, Luis Fabiano quase abriu o placar. O camisa 9 recebeu de Dagoberto e chutou cruzado. A bola passou muito perto da trave. O Palmeiras respondeu minutos depois, quando Valdivia recebeu livre na área, mas isolou na hora do chute.
Mas, aos 10 minutos, Marcos Assunção cobrou falta pela esquerda, ninguém desviou e a bola foi direto para o gol. Minutos após o gol palmeirense, Leão colocou em campo Rivaldo e Marlos nos lugares de Dagoberto e Cícero, respectivamente.
O São Paulo não se entregou. Aos 16, Juan cruzou e Piris, de cabeça, quase marcou, mas a bola bateu no chão e subiu demais. Já aos 22, Leão fez a última alteração e colocou a equipe no ataque. Willian entrou no lugar de Juan. O Tricolor buscou o empate, fez as jogadas, mas saiu de campo derrotado. No fim, Rivaldo foi expulso.
REAPRESENTAÇÃO
De folga nesta segunda-feira, o elenco são-paulino voltará aos treinos na manhã da próxima terça-feira, no CT da Barra Funda. Emerson Leão terá a semana livre para preparar o time diante do Santos, no próximo fim de semana, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Site Oficial

SUB-20 VENCE DE FORMA ESPETACULAR O MOGI MIRIM E FATURA O PAULISTA

Em seis minutos, equipe fez três gols e levou o título pra casa


Rubens Chiri / saopaulofc.net 
Foi algo digno de filme. Nem os são-paulinos mais fervorosos imaginariam acontecer o que se passou na noite deste sábado (26), em Mogi Mirim. Perdendo por 3 a 0 e vendo o título estadual escapar, o time sub-20 conseguiu empatar em seis minutos de forma espetacular e soltar o grito de campeão após 11 anos!
O Mogi, que perdeu apenas uma partida no torneio (o primeiro jogo da final, no CFA Laudo Natel), e era considerado a grande equipe do Paulista, foi com tudo pra cima do Tricolor. Logo aos três minutos, conseguiu abrir o marcador com Jorge Elias, que marcou após completar o cruzamento da esquerda.
O São Paulo só respondeu com perigo aos 16 minutos. Dener ficou com o rebote do escanteio na direita e bateu forte, mas a bola passou à direta da trave. Aos 25, ótima jogada com Régis. O jogador recebeu na frente e finalizou na saída do goleiro, que conseguiu defender com os pés.
Mas no lance seguinte, o Mogi conseguiu mais um gol. O rival fez uma ótima triangulação pela área e Jorge Elias finalizou na saída de Richard, por cima do goleiro. Com esse resultado, a partida seria decidida nos pênaltis.
Bruno Cantanhede, aos 43, acertou um chute perigoso, que passou muito perto do gol, mas saiu à esquerda, pelo alto. E o São Paulo não conseguiu marcar na etapa inicial.
No segundo tempo, uma chuva torrencial começou a cair em Mogi Mirim, com vento muito forte, condições que dificultaram muito o jogo para as duas equipes.
A primeira chance do São Paulo foi com Dener, aos 14. O jogador acertou chute de fora da área e obrigou o goleiro a fazer ótima defesa. João, com um chute frontal, também teve boa chance aos 21. Contudo, o lance foi à direita do gol.
Aos 25, Bruno fez pênalti e o Mogi converteu com o camisa 10, Gustavo. Parecia que tudo ser encaminharia para um final triste, mas os são-paulinos mostraram porque tinham chegado à final.
Aos 41 minutos, Alfredo fez um golaço. Recebeu na meia-lua, girou sobre o zagueiro e bateu forte na direita do gol. Com esse resultado, a partida seria definida nas penalidades. Mas Ademilson, que havia entrado em campo no lugar de Bruno, fez o segundo aos 46. Alfredo fez a jogada pela direita e bateu para a meta. O goleiro espalmou e Ademilson, com calma, completou para as redes. Resultado que já daria o título ao Tricolor!
Mas ainda não era suficiente para os garotos são-paulino! No minuto seguinte, Alfredo empatou e decretou o São Paulo campeão Paulista de 2012!
Ficha técnica
Mogi Mirim: Mateus; Mateus Caramelo, Mineiro, Humberto e Jeferson Recife; Jairo (Vitor Hugo, 8min/2ºT), Marcos Paulo, Roni e Jorge Elias; Gustavo e Lucas Souza (Thiaigo, 39min/2ºT)
Técnico: Alexandre Faganello
São Paulo: Richard; Lucas Mendes, Marcelo, Luiz Paulo e Cleiton (Bruno Anjos, 27min/2ºT); Marcel (Pedrinho, 35min/2ºT), João, Dener e Regis; Bruno (Ademilson, 25min/2ºT) e Alfredo
Técnico:
Sérgio Baresi
Gols: Jorge Elias (3min/1ºT); Jorge Elias (27min/2ºT); Gustavo (25min/2ºT); Alfredo (41min/2ºT); Ademilson (46min/2ºT); Alfredo (47min/2ºT)

Fonte: Site Oficial

NO PACAEMBU, TRICOLOR FAZ O JOGO DO ANO CONTRA O PALMEIRAS

São Paulo precisa da vitória para continuar na briga por uma vaga na Libertadores

_8714.jpg
Rubens Chiri
É o jogo mais importante da temporada. Tudo ou nada para o São Paulo. É este o pensamento do Tricolor para o clássico contra o Palmeiras, na tarde deste domingo, no Pacaembu, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.
Com 56 pontos, o Tricolor ainda sonha com uma vaga na Copa Libertadores de 2012. Para terminar a rodada no G-5 do Brasileiro e ir para a última partida precisando apenas de seus esforços para garantir a classificação, a matemática é a seguinte.
Além de vencer o rival paulista, o São Paulo terá de torcer por um tropeço do Figueirense (57), que enfrentará o líder Corinthians, e também um empate entre Flamengo (57) e Internacional (57), que vão se enfrentar no Rio de Janeiro.
Depois do Palmeiras, o Tricolor enfrentará o Santos, na última rodada. Apesar disso, o elenco são-paulino sabe que o jogo mais importante será neste domingo. Afinal, uma derrota poderá acabar com o sonho tricolor. Por isso, todo cuidado é pouco.
"É o jogo da classificação. Temos de entrar focados para conseguir estes três pontos e ir para a Libertadores. O pensamento é totalmente no Palmeiras. Primeiro domingo, depois o Santos", ressaltou o volante Wellington, que volta de suspensão.
O camisa 5 é um dos reforços do técnico Emerson Leão para o Choque-Rei. Denílson, que também cumpriu suspensão na última rodada, será titular. O zagueiro João Filipe, recuperado de dores no tornozelo direito, está confirmado ao lado de Rhodolfo na zaga.
"Temos de ir com força total, pois será um jogo difícil e precisamos de um resultado positivo para seguir na luta por esta vaga na Libertadores", disse João Filipe.
Uma vaga na Libertadores salvará o ano do São Paulo, que não conseguiu os títulos desejados na temporada. Fora da competição continental nesta temporada, retornar em 2012 seria um título para o time. Fabuloso pede o apoio da torcida nos clássicos.
"A torcida será importante nestes dois jogos do Brasileiro. Espero que possa ir ao estádio para nos incentivar, pois o time está muito confiante para conquistar esta vaga. O São Paulo é um time de Libertadores. E a torcida sabe que na Libertadores o bicho pega", concluiu Luis Fabiano.
PALMEIRAS X SÃO PAULO
Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/hora: 27/10/2011, às 17h
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: Herman Brumel Vani e Danilo Ricardo Simon Manis
PALMEIRAS: Deola, Cicinho, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik e Valdivia (Tinga); Luan e Ricardo Bueno. Técnico: Luiz Felipe Scolari.
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Denilson, Cícero e Dagoberto; Fernandinho e Luis Fabiano. Técnico: Emerson Leão.

Fonte: Site Oficial

sábado, 26 de novembro de 2011

POR DENTRO DO TRICOLOR - REFORÇOS E ESPECULAÇÕES

* Nilmar:
 O jogador como já falamos, não fechou nada ainda e o negócio é difícil. Para concretizá-lo, o Villareal teria de trocar o atleta por Casemiro. Há um boatinho de que o Inter quer Nilmar. O Inter só entrará no negócio, se D’Alessandro for vendido ou Damião. Há ainda uma possibilidade, que seria o Dagoberto receber proposta de fora e não ir para o Inter como reza seu pré contrato com o clube gaúcho. Fato é, que a situação está completamente indefinida, mas o jogador quer voltar ao país.
Ainda tem muita água pra rolar. No mais, o Inter que mais é criar dificuldade pois sabe que o SPFC vai ferrar com os planos do Inter de ter Dagoberto já em Janeiro.
* Emerson, Zagueiro do Coxa:
 O São Paulo tem forte interesse no zagueiro e está negociando tanto com a LA Sports que o representa, como com o Coxa. O Coxa, tem excelente relacionamento com o São Paulo que já negociaram jogadores como Rafinha, Marcelinho Paraíba e Carlinhos Paraíba entre si, como já houve empréstimo de Alex etc.
O Coxa não quer se desfazer do zagueiro mesmo. Para conseguir, o São Paulo negocia além do dinheiro, um empréstimo de atleta para o time paranaense.
Pelos lados de lá, o jogador afirma que quer ficar. Para o São Paulo, diz que quer vir. É uma negociação complexa, mas absolutamente viável. Está andando.
* Taison/Cleiton Xavier:
 O meia/atacante do Metalist, interessa e muito o Tricolor por um time ágil e veloz que tenha jogadores que puxem o jogo e ainda cheguem para o gol, estiloLucas. Além do São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Corinthians, Botafogo, Atlético MG e Vasco desejam o atleta.  O que põe o São Paulo na frente e otimista, é que o Tricolor tem Marlos e a vontade do jogador. Ele declarou que prefere atuar no Tricolor onde sempre ouviu elogios e acredita que com Fabuloso e Lucas, possa fazer um trio avassalador. Apesar de não ser o principal desejo do São Paulo no Metalist, Taison é um alvo forte para 2012. O principal nome é o de Cleiton Xavier, o famoso 10, um maestro para a equipe. O jogador quer voltar também e o sonho do São Paulo ainda não morreu. O Santos quase tirou o atleta no meio do ano e quem sabe o Tricolor não consiga agora? Acho que melhor de tudo, é ver Marlos ir e ver um bom jogador vir.
* Dagoberto:
Torço demais pela chegada imediata de um grande jogador pelo São Paulo e que Dagoberto além de ver que não fez falta, fique às traças até o início de Maio quando finalizará o vínculo. Ainda acho que o Inter vai pagar os R$ 1 mi que pediu JJ. Mas, até lá, é bom dar uma canseira tanto nos chapolins que nos sacanearam com Guiñazu e com o Dagoberto mimadinho.
* Amauri:
 A informação que foi veiculada esta semana é correta. Mas não pelo lado do São Paulo em alternativa à Nilmar e sim, como opção na negociação de Rhodolfo à Juventus. O time de Turim, além de grana, oferece o jogador no pacote. Ou seja, depende mais do São Paulo em si, do que do jogador ou do time italiano. Não vejo espaço para ele com Fabuloso com a 9. E na reserva, o cara vai ficar sem nenhum estímulo. E os dois juntos, o time ficaria lento demais.
* Renovação de Leão: AINDA NÃO RENOVOU! 
 Quando sair, vão anunciar imediatamente até para dar moral ao treinador. Ou alguém acha que esperarão um tropeço para renovar e ele ficar sob a fúria de uma renovação com um resultado pífio nos clássicos? Pode sair em algum momento, até neste segundo, mas será informado publicamente. O que ocorre, são boas conversas, um entrosamento e interação boa com Adalberto Baptista e com Jesus Lopes. Estão em sintonia para nomes de reforços. A probabilidade como disse PVC é de 90%, mas ainda não é 100%. 100% é fechado e não está.
* Breno:
 Contratou um arquiteto para decorar seu apartamento em São Paulo. Só precisa da liberação da justiça para vir e mínimos detalhes a definir com o Bayern.
* Montillo:
 O São Paulo tem interesse. Mas, respeita o momento do clube mineiro que passa por fase delicada. E Zezé que deixará o clube em 2012 e Gilvan Tavares, que assumirá, já disseram a JJ que não negociarão o jogador nem pro Real ou pro Barcelona. Ou seja…
* Paulo Miranda e Fabrício:
 Acredito que sobre ambos, tudo que deveria ser dito, está claro a todos.

Fonte: Blog do São Paulo

OBS: Segundo Daniel Carmona do Jornal Marca Brasil, o zagueiro Emerson já estaria apalavrado com o São Paulo e faltaria apenas detalhes contratuais para o acerto acontecer.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

ADALBERTO BAPTISTA GARANTE UM BOM REFORÇO PARA O NATAL TRICOLOR



Não será apenas o são-paulino Felipe Massa que representará o Tricolor no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, domingo. O diretor de futebol do clube, Adalberto Baptista, vai acelerar um Porsche 997 GT3 na preliminar da última etapa da principal categoria do automobilismo mundial nesta temporada.
Dividindo o seu tempo entre o trabalho no Morumbi e as corridas de automóvel, o dirigente entra nesta sexta-feira no Autódromo de Interlagos para a primeira sessão de treinos.
“É uma prova com clima totalmente diferente. As referências para freagem mudam, o interesse da mídia aumenta, os pilotos passam a ser mais arrojados… E ainda treinamos menos por causa das atividades da Fórmula 1”, diz Baptista, que não estranha tanto o assédio. “Estou acostumado por causa da minha relação com o futebol, mas os outros estranham.”
A relação do cartola com o automobilismo começou cedo. “Desde menino, queria ver todos os Grandes Prêmios de Fórmula 1. Chegava às 4h em Interlagos para acompanhar a prova. Eu tenho duas paixões na vida: o automobilismo e o São Paulo”, conta o piloto, que usa o escudo do Tricolor no retrovisor do seu carro, no macacão e no capacete.
Em família/
 O São Paulo e o automobilismo parecem, mesmo, estar no sangue da família Baptista. Ricardo, irmão mais novo de Adalberto, também corre na Porsche Cup e conquistou o título de 2007.
“Ele teve a oportunidade de começar a carreira mais cedo. Disputou vários campeonatos de kart até a morte do Ayrton Senna, em 1994. O retorno às pistas se deu na Porsche Cup, há nove anos”, explica o dirigente são-paulino.
Já Adalberto, com apenas três anos de carreira nos circuitos,  faz a sua melhor temporada. Em 2011, ele conseguiu subir ao pódio pela primeira vez no Velopark, em Nova Santa Rita, no Rio Grande do Sul. “A cada prova, aprendo um pouco mais. Não sou novo, mas tenho muitos anos para aprender.”
Outro representante da família Baptista — que vai fazer a sua estreia  nas pistas — é Bruno, de 14 anos. O filho de Adalberto disputará as provas do nacional da modalidade a partir de 3 de dezembro — e o kart já foi pintado com as cores do São Paulo.
“Meu filho adora corridas. Fiz ele treinar  antes de estrear para não se frustrar”, explica o pai.
Entrevista
Adalberto Baptista_
Diretor do São Paulo
‘O torcedor vai ter um bom presente neste Natal’
DIÁRIO_ Como foi o começo de sua carreira nas pistas?
ADALBERTO BAPTISTA_ Há cinco anos, minha vida profissional mudou. Passei a ter tempo para me dedicar ao São Paulo e às corridas. Em 2008, pedi ao Guilherme Figueirôa (piloto) para dar uma volta em um Porsche e fiz um bom tempo. Depois, consegui um carro. Na primeira corrida, participei do curso de pilotagem na quinta e na sexta e corri no sábado.

Em quem você se inspira?
Gosto dos pilotos mais arrojados, como o Ayrton Senna.

Você vai ver o jogo do São Paulo no domingo?
Saio de Interlagos e vou ao estádio para acompanhar o time.

O que é mais difícil: correr ou ser diretor do São Paulo?
O futebol é mais complicado, porque você depende de resultado. Também tem de administrar pessoas, egos… Você investe em pessoas, não em máquinas. Neste ano, fizemos contratações que foram consideradas as melhores do país, mas o time não deu liga e estamos penando para chegar à Libertadores.

Mas você se arrepende de alguma contratação?
Não nos arrependemos.

E a relação com o Leão?
A gente se reúne todos os dias. A relação está muito boa. Melhor do que imaginei.

E o Tricolor começa 2012 acelerado como você na pista?
Sim, o São Paulo vai entrar acelerado. Vamos ter bons presentes de Natal para a torcida.

Contratação?
Sim, um jogador. Tem de ser antes do Natal.

Quem? Para qual posição?
Não posso dizer.

Fonte: Diário de São Paulo

OBS: Segundo o Jornalista Paulo Pontes, o São Paulo teria oferecido 5 milhões de Reais pelo Montillo do Cruzeiro. além dos Jogadores Jean, Marlos e Bruno Uvini.

CONTRATO RENOVADO?

Uma pessoa próxima a Emerson Leão garante que o treinador acertou na manhã desta quarta a renovação de seu contrato com o São Paulo até o fim de 2012. Procurado pela coluna, Leão negou a informação. O curioso é que o técnico tem deixado escapar em algumas entrevistas declarações que o incluem no planejamento do Tricolor para o próximo ano.



Fonte: Jorge Nicola, Diário de São Paulo

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

NEM 10 MILHÕES DE EUROS E CASEMIRO EMPOLGAM TIME DE NILMAR


vipcomm

O São Paulo está disposto a pagar 10 milhões de euros, além de colocar o volante Casemiro no negócio para ter Nilmar. O Villareal tem interesse no jogador tricolor.

Mesmo assim, segundo duas pessoas que acompanham a negociação, são reduzidas as chances de o martelo ser batido nesses termos. Recentemente, o clube espanhol recusou uma oferta de 20 milhões de euros da Roma.

Procuardo pelo blog, Adalberto Baptista, diretor de futebol são-paulino, disse que não comenta negociações.

Fonte: Blog do Perrone

Comentário do Blog: Parece que será mais uma novela pela qual o torcedor tricolor já está acostumado.
Veremos ainda muitos capítulos de mais uma novela dos lados do Morumbi.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

SÃO PAULO PRÓXIMO DE ACERTO COM NILMAR

Segundo o repórter Luiz Ademar Jr. do canal Sportv, faltam poucos detalhes para que Nilmar seja anunciado como mais novo reforço do São Pailo para temporada 2012.

O jogador viria para o lugar de Dagoberto, que não renovará contrato com o tricolor e será reforço do Inter para o próximo ano.

E segundo Ademar, Nilmar viria em definitivo e não por empréstmo como alguns chegaram a cogitar.

Resta esperar e vê se realmente é verdade ou só mais um balão de ensaio, típico desta época do ano.




BSS

PAULO MIRANDA E FABRICIO JÁ ESTÃO ACERTADOS COM O SÃO PAULO

Desde outubro, a diretoria do São Paulo trabalha nos bastidores em busca de reforços para a temporada 2012. Dois nomes estão praticamente garantidos para o próximo ano. O primeiro deles é o do zagueiro Paulo Miranda, que deve chegar ao Morumbi assim que for encerrado seu atual vínculo com o Bahia, que termina em dezembro.

Já o segundo reforço deve ser o volante Fabrício, atualmente no Cruzeiro. Com contrato até dezembro, o atleta já avisou ao clube mineiro que não vai renovar seu vínculo.

Em ambos os casos as transferências estão bem encaminhadas. Faltam, porém, o acerto de detalhes e assinaturas dos respectivos contratos. Paulo Miranda deve ficar por três temporadas, já Fabrício por duas.

Outros nomes também circulam nos bastidores, como Lincoln (meia do Avaí), Bolívar (zagueiro do Inter) e Diogo (lateral-esquerdo revelado nas categorias de base do São Paulo e que hoje está emprestado ao Anderlecht-BEL e pode voltar).

Fonte: Marca Brasil

terça-feira, 22 de novembro de 2011

PARA O ATAQUE, SÃO PAULO TEM PLANOS A, B E C

Depois de surgir na imprensa o interesse do São Paulo em Nilmar e Tayson para a vaga de Dagoberto para a temporada 2012.
Agora o Repórter Marcelo Lima da Rádio jovem Pan, traz a informação de que Amauri seria um plano B para o ataque, caso não desse certo a negociação com Nilmar do Villareal da Espanha.
Se supostamente Nilmar é a primeira opção de reforçar o ataque tricolor e Amauri seria o “plano B”, então dá a entender que além de tayson ser só a última opção entre as alternativas, mostra-se também de que o São Paulo está tentando de todas as maneiras se reforçar a altura para que em 2012 possa depois de três anos conquistar títulos.


OBS: João Paulo de Jesus Lopes está na Europa e a procura de pelo menos três reforços para o clube. Entre eles Nilmar, Breno e Amauri.
BSS

LUCAS TOPA FICAR ATÉ 2014

O assédio do futebol da Europa é cada vez maior. São várias as propostas: Manchester United (ING), Liverpool (ING), Juventus (ITA), Internazionale (ITA), além de times da Rússia e da Ucrânia. Mas Lucas não quer saber de sair agora. Tem como meta disputar uma Taça Libertadores da América pelo São Paulo. E, baseado no que ocorreu com Neymar no Santos, ele até já fala na possibilidade de permanecer no Tricolor até a Copa do Mundo de 2014. Para isso, o clube do Morumbi terá que, além de abrir o cofre, montar um projeto que viabilize a sua permanência.
– A permanência do Neymar foi uma grande notícia para todos que gostam do futebol brasileiro. Eu, como amigo, fiquei muito feliz. Minha cabeça não está voltada para sair, independentemente do que acontecer no final do ano com o São Paulo em termos de vaga na Libertadores – disse Lucas
– Se for interesse do São Paulo, é claro que eu aceito sentar e conversar para discutir esse assunto (permanência até a Copa). Agora minha cabeça está voltada apenas para a reta final do Brasileiro. A rodada foi boa e temos boas chances de estar na Libertadores – emendou o jogador, durante o evento de lançamento do seu site oficial, na manhã desta segunda-feira.
O empresário do atleta, Wagner Ribeiro, seguiu pela mesma linha de raciocínio.
– No Brasil hoje tudo pode acontecer. As equipes, a partir do ano que vem, vão passar a ganhar muito dinheiro com a televisão e com ações de marketing  – disse Wagner.
– O Lucas sabe das propostas que tem, mas deixou claro que não quer sair. Por isso, minha função é fazer todo o tipo de blindagem para que ele continue no São Paulo. Se for a vontade dele, vamos sentar com o São Paulo e conversar. Tive uma reunião com o Juvenal na sexta-feira e ele falou que não vende o Lucas por valor nenhum – emendou o empresário.
Apesar de respeitar o desejo do atleta de seguir no Morumbi, Ribeiro diz que Lucas, por todo o crescimento que alcançou em 2011, quando chegou a ser convocado para a Seleção principal, já merece um novo aumento salarial. Ele renovou seu vínculo até 2016 em feveiro deste ano, quando passou a ganhar R$ 120 mil mensais. Hoje, sua multa rescisória é de € 80 milhões (R$ 175 milhões).
– O São Paulo sempre reconhece os seus grandes jogadores e isso deve vir naturalmente – disse.

Fonte: Globo.com

AGENTE CONFIRMA INTERESSE DO SÃO PAULO EM TAISON, DIZ JORNAL


Atacante Taison, ex-Internacional, interessa ao São Paulo para a disputa da temporada 2012
Foto: Reuters

O atacante Taison, ex-Internacional, vive a expectativa de retornar ao futebol brasileiro na temporada 2012. Um possível destino para o jogador, que atua no Metalist, da Ucrânia, pode ser o São Paulo, já que seu nome tem sido recorrentemente citado nos bastidores da equipe paulista. Segundo informou o jornal Marca Brasil, o agente do atleta, Diego Dornelles, confirmou o interesse da diretoria tricolor em contar com Taison para o próximo ano, mas ressaltou dificuldades em concretizar a negociação.
Fonte: Terra

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

CONFIRMADO, SÃO PAULO NEGOCIA COM NILMAR

Como já tinhamos divulgado aqui no blog, realmente o São Paulo está a procura de Nilmar para jogar ao lado de Luis Fabiano em 2012.
A nova informação sobre o caso é de que pelo menos a um mês o tricolor negocia com o atacante do Villareal da Espanha.
A noticia foi confirmada hoje no programa jogo aberto da Tv Bandeirantes.
Resta saber se realmente se concretizará ou não a vinda do atleta que já teve passagem inclusive pela Seleção Brasileira.

BSS

domingo, 20 de novembro de 2011

CUIDADO: ÉPOCA DE ESPECULAÇÕES

Estamos no final de temporada com o campeonato brasileiro em sua reta final e as especulações e boatos já começam a fazer parte do cotidiano de Jornalistas, Dirigentes e Torcedores.
Mas é nessas horas que devemos ter muito cuidado, pois não irão faltar Jornalistas e principalmente Empresários querendo aparecer e valorizar seus atletas nesse momento.
Pelos lados do Morumbi não faltam especulações. Boatos estes que muitos se distanciam da realidade do clube e de sua diretoria.
No momento pelo que já saiu na imprensa e pelo que ficamos sabendo, somente Fabrício do Cruzeiro e Paulo Miranda do Bahia são reforços próximos do tricolor.
Já Breno que atualmente defende o Bayern de Munique depende de uma série de fatores para que possa vir já no inicio de janeiro, sua liberação ficaria mais próxima na metade de 2012, mas no futebol tudo pode acontecer e quem sabe ele não pintaria já para o paulistão.
Emerson do Coritiba é outro que interessa ao São Paulo e segundo algumas informações pode ser o substituto de Rhodolfo.
Na lateral esquerda parece que Juan deve ser emprestado ou negociado, já que não tem agradado desde quando chegou e provavelmente alguns jogadores emprestados da posição deverão voltar casos de Carleto, Diogo e Cazumba.
Já o tão sonhado camisa 10 deve demorar mais um pouco, já que não se tem falado em nenhum nome para a posição.
Para o ataque os nomes mais comentados até o momento são de Nilmar que segundo o Perrone estaria em conversas com Milton Cruz e Vagner Love que também estaria em conversas com o auxiliar- técnico do tricolor.
Lembrando que segundo a Folha de São Paulo, o Dr. João Paulo de Jesus Lopes estaria viajando de férias para a Europa e aproveitaria a viagem para negociar futuros reforços para o tricolor.
BSS

sábado, 19 de novembro de 2011

FABULOSO FAZ DOIS, DÁ PASSE E TRICOLOR ENTRA NO G-5

Camisa 9 foi o destaque na vitória sobre o América-MG por 3 a 1, neste sábado, no Morumbi


Rubens Chiri / saopaulofc.net 
Luis Fabiano tem 123 gols com a camisa do São Paulo. Destes, 67 são no Morumbi, em apenas 78 gols. O estádio é a casa do Fabuloso. Lá, o camisa 9 faz o que quer. Sobrou para o América-MG. Na noite deste sábado, o atacante fez dois gols (e deu uma assistência) na vitória por 3 a 1, pelo Campeonato Brasileiro.
Neste retorno ao clube, Luis Fabiano já marcou cinco gols, todos no Morumbi, comprovando seu ótimo rendimento no local. Gols que ajudaram o Tricolor Paulista a seguir sonhando com uma vaga na Copa Libertadores da próxima temporada.
Com 56 pontos, o São Paulo entrou no G-5 do Brasileiro, ao menos até este domingo, quando Internacional (54) e Botafogo (55) vão se enfrentar. Mais do que os três pontos, o Tricolor voltou a mostrar um bom futebol, com toque de bola e vontade na marcação, provando que o time quer sim uma vaga na Libertadores.
FABULOSO FAZ DOIS...
Com muitos problemas no meio de campo, Emerson Leão confirmou Jean e Cícero como volantes, além do sistema ofensivo com Lucas, Dagoberto, Fernandinho e Luis Fabiano. E o quarteto deu muito trabalho ao goleiro Neneca nos 45 minutos iniciais.
O primeiro foi Luis Fabiano. Após um chute de fora da área, o camisa 9 obrigou Neneca a se esticar todo para defender. Depois, com um petardo de fora da área, Lucas também exigiu bastante do goleiro adversário. Mas de tanto tentar a bola entrou. E duas vezes.
Aos 25 minutos, Dagoberto bateu escanteio e Fabuloso subiu mais que os zagueiros mineiros para abrir o placar no Morumbi. Já aos 42 minutos, Lucas fez ótima jogada pela direita e tocou com categoria para o camisa 9. Dentro da área, ele não perdoa. Soltou a bomba para marcar o segundo no jogo.
... E DÁ ASSISTÊNCIA PARA GOL

O Tricolor voltou do intervalo com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Logo aos seis minutos, após boa jogada de Fernandinho, Luis Fabiano deixou Juan livre dentro da área para fazer o terceiro gol do São Paulo na partida, o quatro do lateral-esquerdo nesta temporada.
Mas, após o gol, o zagueiro Xandão foi expulso de campo. Com isso, aos 12, Emerson Leão teve de colocar o garoto Bruno Uvini na vaga de Fernandinho. O São Paulo seguiu com mais posse de bola, mas o América diminuiu aos 35 minutos com Alessandro.
Com o resultado praticamente garantido, o Tricolor brecou o ritmo do jogo e administrou a vantagem construída. Uma vitória muito importante que deixa a equipe viva dentro do Campeonato Brasileiro. Faltando apenas duas rodadas para o fim da competição, o Tricolor é forte candidato a uma vaga na Libertadores.
REAPRESENTAÇÃO
O elenco são-paulino está de folga neste domingo e só voltará a treinar na manhã da próxima terça-feira. O São Paulo volta a campo no próximo domingo diante do Palmeiras, no Pacaembu. No primeiro turno, em duelo realizado no Morumbi, as equipes ficaram no 1 a 1.

 Fonte: Site Oficial

CONTRA ASCENSÃO MINEIRA, TRICOLOR CONTA COM TABU NO MORUMBI

No estádio, São Paulo jamais perdeu para o América-MG, adversário deste sábado

8194.jpg
Rubens Chiri
Com três rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, é proibido errar. E o São Paulo sabe disso. Ainda sonhando com uma vaga na Copa Libertadores de 2012, o Tricolor Paulista receberá o América-MG, no Morumbi, na noite deste sábado, pela antepenúltima rodada do Brasileiro.
Com 53 pontos, a equipe são-paulina está na oitava colocação, três pontos a menos que o Flamengo, último time que hoje estaria classificado para a competição continental. Depois dos mineiros, o Tricolor ainda terá pela frente os clássicos contra Palmeiras e Santos.
Neste sábado, apenas a vitória interessa ao São Paulo. O time comandado pelo técnico Emerson Leão terá de brecar a ascensão do América-MG, que vem de três vitórias. Para isso acontecer, o Tricolor contará com um bom tabu diante dos mineiros atuando em seu estádio.
Ao longo da história, São Paulo e América se enfrentaram em quatro oportunidades no Morumbi, com três vitórias do Tricolor e um empate - aproveitamento de 83,3% dos pontos disputados. Além disso, o ataque fez nove gols e a defesa sofreu apenas dois.
A última partida entre eles no estádio foi pela primeira fase do Campeonato Brasileiro de 2001. Na goleada por 4 a 1, o meia Kaká, hoje no Real Madrid (ESP), foi um dos destaques com dois gols. França e Luis Fabiano também marcaram. Fabuloso espera ter a mesma sorte desta vez.
"É sempre especial jogar no Morumbi, um estádio onde sempre fui muito bem. Espero voltar, ajudar e ser útil para que o time possa voltar a vencer", ressaltou Luis Fabiano, que teve de cumprir suspensão automática na derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada.
Além do retorno do camisa 9, o técnico Emerson Leão terá a volta do lateral-direito Piris, que estava com a seleção paraguaia. Em relação ao último jogo, o atacante Dagoberto também estará na equipe titular, enquanto Jean e Cícero serão os novos volantes da equipe tricolor.
"Não muda nada para mim. Sou um terceiro homem de meio de campo, mas já fiz esta função de segundo. O importante é seguir na equipe, a confiança do treinador aumenta a cada jogo. Joguei partidas como ala e tive um bom desempenho. Estou aqui para ajudar, mas me sinto bem no meio. Agora vou ter mais esta oportunidade", ressaltou Cícero.
O São Paulo sabe que uma derrota neste sábado poderá significar o fim do sonho da Libertadores. Apesar da fase instável do time, o elenco são-paulino está unido em busca deste objetivo. Faltando três rodadas, a meta é conseguir 100%. A começar diante do América-MG.
SÃO PAULO X AMÉRICA-MG
Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 19/11/2011 - 19h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Jóia (RJ) e Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ)
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Piris, Xandão, Rhodolfo e Juan; Jean, Cícero, Lucas, Dagoberto e Fernandinho; Luis Fabiano. Técnico: Emerson Leão.
AMÉRICA-MG: Neneca, Micão, Gabriel (Preto) e Everton Luiz; Marcos Rocha, Dudu, Glauber, Rodriguinho e Willian Rocha; Kempes e Fábio Júnior. Técnico: Givanildo Oliveira.

Fonte: Site Oficial

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

TV GAZETA PREPARA ESPECIAL SOBRE O DIA EM QUE CRUYFF SE CURVOU AO SÃO PAULO


Capa de "A Gazeta Esportiva" em 14/12/1992


Dando sequência a uma série de homenagens aos grandes clubes paulistas, a TV Gazeta está preparando um especial sobre o primeiro título mundial conquistado pelo São Paulo, façanha que completa 20 anos em 2012. Na sexta-feira passada, os jornalistas Flávio Prado e Chico Lang receberam os campeões Zetti, Adilson, Ronaldão e Pintado para um bate-papo nas dependências da Fundação Cásper Líbero.

A reportagem da GE.Net acompanhou a gravação do programa "Mundo Tricolor", que vai ao ar no dia 18 de dezembro, às 21h30 (de Brasília). Durante a conversa, os heróis da conquista exaltaram a importância de Telê Santana, falaram sobre as dificuldades da campanha vitoriosa na Libertadores daquele ano e lembraram que a vitória por 2 a 1 sobre o Barcelona, com gols de Raí, dia 13 de dezembro de 1992, no Estádio Nacional de Tóquio, acabou com a soberba de Johan Cruyff, ex-craque holandês que dirigia a temida equipe espanhola.
Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Pintado, Adilson, Ronaldão e Zetti participaram da gravação do especial em homenagem ao São Paulo de 92

Em agosto, o São Paulo goleou o Barcelona por 4 a 1, na final do torneio Teresa Herrera, em La Coruña. Os catalães justificaram o resultado dizendo que estavam em início de temporada e tinham plena certeza do título em Tóquio, tanto que nem haviam embarcado para o Japão quando Cafu, Telê e Raí representavam o Tricolor na entrevista coletiva oficial do Mundial.

"Eles falavam na época que não teria nem prorrogação, que o jogo seria decidido nos 90 minutos", recorda o ex-zagueiro Ronaldão, lembrando que Telê informou ao elenco são-paulino que o rival havia abdicado dos treinos de cobranças de pênalti. "O São Paulo era desacreditado, diziam que não ganharia do Barcelona jamais. Jogamos futebol, ganhamos na bola, uma coisa realmente fantástica".

Cruyff, que criticara o futebol brasileiro pós-Pelé meses antes, chegou à Ásia com o nariz em pé. Questionado sobre o bom preparo físico do São Paulo, que se aproximava da marca de 85 jogos disputados naquele ano, o holandês declarou que "quem corre são os covardes". Ele também ignorou a boa fase de Raí, Muller e Palhinha ao dizer que não via nenhum motivo para se preocupar com os brasileiros. Depois do jogo, se rendeu. "Se for para ser atropelado, que seja por uma Ferrari. O São Paulo jogou como legítimo campeão do mundo", disse.
"Só ficou a marca da Ferrari. Passou em cima dele e ele nem viu", brinca o ex-volante Pintado. "As declarações do Cruyff, que era o Mourinho do momento, caíram muito bem para a gente. Sabíamos do nosso potencial, da força que tínhamos, mas ser menosprezado serviu como motivação".

"Ele não respeitou Raí e Telê Santana, que são mitos. Nós ficamos sabendo do desrespeito deles e colocamos tudo o que sabíamos em prática", emenda o ex-zagueiro Adilson, que recebia informações sobre a preparação do adversário através de Telê, sempre atento aos comentários do oponente na tentativa de perceber provocações e motivar seus atletas.

No dia seguinte ao título, A Gazeta Esportiva relatou que o comandante tricolor usou na preleção "o que Cruyff falou e o que não falou sobre o São Paulo e seus jogadores". A alcunha de Ferrari, pelo menos, caiu bem. "Dá para dizer que nosso time era uma Ferrari porque nós buscamos o título. Para conseguir esse objetivo, você precisa passar por cima de todo mundo, ser o melhor, o primeiro. Nós fomos", elogia o ex-goleiro Zetti, um dos grandes nomes daquela equipe.

Fonte: Gazeta Esportiva

MORUMBI DEVE SER PALCO DA FINAL DO REALITY SHOW DO UFC

Uma luta do brasileiro Anderson Silva deve fechar a programação do TUF no Brasil, com exibição na televisão pela Rede Globo

O estádio do Morumbi deverá ser o palco da final do reality show do UFC, o TUF (The Ultimate Fighter), no dia 16 de junho de 2012, de acordo com a edição desta sexta-feira do "Jornal da Tarde".
A Rede Globo, que transmitiu a vitória de Júnior Cigano sobre Caín Velásquez no último sábado, vai exibir o TUF. Ainda segundo o "Jornal da Tarde", uma luta do brasileiro Anderson Silva, campeão mundial dos médios, deve fechar a programação do reality show.


Foto: Guilherme Tosetto, iG São Paulo
Morumbi: estádio do São Paulo, frequente palco de shows musicais, agora receberá reality show do UFC

Os 32 lutadores ficarão reunidos em uma mansão e o vencedor terá o direito de assinar um contrato com o UFC. Cada time será orientado por um astro da modalidade. Vítor Belfort é nome quase certo, e o outro pode ser Antonio Rodrigo Nogueira, o Minotauro.O TUF já revelou nomes importantes do UFC, como Forrest Griffin, Rashad Evans, Matt Serra e o peso pesado Roy Nelson.

Neste fim de semana, os brasileiros Mauricio Shogun e Wanderlei Silva entram no octógono do UFC 139, em San Jose, EUA, para enfrentar o norte-americano Dan Henderson e o vietnamita Cung Le, respectivamente.

Vale lembrar que no dia 14 de janeiro acontece o UFC Rio II, na Arena HSBC. Sete brasileiros já estão confirmados na programação oficial: José Aldo (título mundial dos penas), Vítor Belfort, Thiago Tavares, Edson Barboza, Fabio Maldonado, Erick Silva e Felipe Sertanejo.

Fonte: IG

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

SÃO PAULO TEM LISTA DE DISPENSA PARA 2012

Tudo vai ser feito como sempre, no velho estilo tricolor. Os dirigentes, com elegância, dirão que a renovação será natural, com a saida de alguns e chegada de outros, mas a verdade é que jornais populares não estarão muito longe ao usar o termo faxina para designar a mudança que haverá no clube em janeiro. A barca levará jogadores pouco comprometidos com o clube e trará, como disse João Paulo de Jesus Lopes a esse blog, profissionais que acreditam na necessidade de contrapartida para o bom salário que recebem. Um exemplo é Fabrício, do Cruzeiro, praticamente acertado com clube.

Outro motivo de a saída dos rejeitados se concretizar sem barulho é que, o contrário significaria o reconhecimento de que a diretoria errou muito em 2011. Montou um elenco sem laterais que apoiem, sem volante de marcação, sem meia de criação e com zagueiros duvidosos. Um exemplo da improvisação foi a chegada de Rivaldo. O time não tinha meia. Foi jogar contra o Mogi Mirim e Rogério Ceni o convidou para jogar no São Paulo. Ele aceitou, é lógico. E ainda trouxe o Edson Ratinho. A diretoria aceitou o péssimo latera, mas impôs uma condição: precisaria mudar o nome para Edson Ramos. Mudou e logo foi mandado embora.

A desorganização no departamento de futebol foi tanta que alguns jogadores que serão dispensados tiveram contrato renovado recentemente. Será difícil livrar-se deles.

A lista dos que sairão:

Jean - O descontentamento com ele é grande. Dizem que o fato de jogar em duas posições apenas serve para mascarar suas dificuldades: como volante, não sabe marcar. Como lateral, não sabe marcar e nem apoiar. Tem contrato até 27/3/2016

Xandão - Foi contratado, juntamente com André Luiz para melhorar o aproveitamento do time na bola aérea. Nunca conseguiu fazer isso. Conseguiu passaporte italiano, o que causou muita alegria na cúpula tricolor. Tem contrato até dezembro de 2012.

Marlos - Não aprendeu a chutar e mostra pouco entusiasmo em campo. Tem contrato até julho de 2014.

Rivaldo - Não conseguiu mostrar um futebol constante em todos os jogos. Não foi o Cerezo de 1992. Contrato termina no final do ano e não será renovado

Paraíba - Contrato termina no final do ano. Está fora

Denílson - Uma das grandes decepções. Tem contrato até junho de 2012. O clube só se movimentará para mantê-lo se fizer um grande Paulistão

Bruno Uvini - Tem contrato até fevereiro de 2014. O clube pensa em renová-lo para conseguir um preço melhor na próxima janela. A análise é de que ele é muito duro, com mais personalidade do que futebol e que não vai melhorar

Juan - Rendimento técnico é ruim, mas tem perfil de lutador. Por isso, vai ficar. Contrato até 2013

Henrique - Grande decepção. Tem contrato até agosto de 2016 e clube fará de tudo para vendê-lo na janela de janeiro.

Willian José - Foi contratado por ter um grande chute. A timidez o impede de jogar. Tem contrato até o final de 2012.

Luiz Eduardo - Tem contrato até 2016 e deve ser emprestado.

Rhodolfo - Tem crédito, mas se houver oferta em janeiro.... Contrato até 2016

Casemiro - Tem contrato até 2016. É o grande exemplo de jogador descomprometido. Se houver boa oferta, vai sair...

Fonte: Blog do Menon

FAMÍLIA DE LUCAS TESTA MILÃO, E CLIMA HOSTIL EMPURRA JOGADOR PARA FORA DO SÃO PAULO

No início de novembro, o pai e a mãe do são-paulino Lucas estiveram em Milão. Estavam acompanhados de um funcionário do agente Wagner Ribeiro e visitaram o estádio em que Internazionale e Milan jogam. O blog foi informado de que a Inter teria convidado os parentes do craque para conhecer a cidade e o clube.

vipcomm

O estafe de Lucas diz que foi apenas uma viagem de turismo, com passagem também por Roma, sem participação do time italiano. Mas alega que o casal aproveitou para analisar a cidade em baixa temperatura, pensando na possibilidade de o filho se transferir para lá.

A Inter já manifestou interesse. Lucas afirma não ter vontade de sair. E o São Paulo nega o desejo de negociá-lo ao final do Brasileirão. Mas quem conhece bem o jogador enumera os motivos para ele deixar o São Paulo. No topo da lista está a hostilidade da torcida. Em sua página no twitter Lucas recebe várias ofensas de torcedores. Pipoqueiro é um dos xingamentos.

Crtíticas ao seu desempenho feitas pelo presidente Juvenal Juvêncio e pelo técnico Emerson Leão também colaboram para o desconforto. A avaliação é de que o clube, além de não blindar o atleta, atira Lucas às feras.

A roda pega também no salário. Lucas ganha R$ 120 mil mensais. E ouve dos responsáveis por sua carreira que merece mais, apesar da fase não ser das melhores. A diretoria não dá sinal de que está disposta a oferecer um reajuste.

Um amigo de Lucas prevê que vai acontecer com ele mais ou menos o que aconteceu com Kaká, quase expulso pela torcida e que foi vendido abaixo de seu valor de mercado. Faz sentido. De fato, a diretoria expõe Lucas e outros jogadores mais do que deveria. Por outro lado, ele e boa parte de seus colegas não conseguem jogar com razoável frequência tudo o que podem.

Fonte: Uol/Perrone

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

GOL NO INÍCIO DECRETA DERROTA DO TRICOLOR NA ARENA DA BAIXADA

São Paulo segue sem vencer no estádio e não entra no G-5 do Campeonato Brasileiro


Rubens Chiri / saopaulofc.net 
Um gol logo no início e nada mais. Foi o assim a partida na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada. Com um gol aos dez minutos, o Atlético-PR bateu o São Paulo por 1 a 0 e manteve o tabu de jamais ter perdido para o Tricolor em seu estádio.
Com a derrota, o São Paulo permanece com 53 pontos e pode se distanciar da zona de classificação para a Copa Libertadores de 2012. Até o início da rodada, a diferença para o G-5 era de apenas dois pontos. Faltando três rodadas, entretanto, ainda é possível sonhar com esta vaga.
GOL DO ADVERSÁRIO
O técnico Emerson Leão entrou em campo com a formação do coletivo da última terça-feira. Com isso, Fernandinho e Willian foram os atacantes, enquanto Denilson ficou com a vaga de Luiz Eduardo. Mas o Tricolor não deu sorte nos primeiros minutos de jogo na Arena da Baixada.
Logo aos dez minutos, o atacante Guerrón recebeu livre pelo lado direito do ataque atleticano e chutou forte na saída do goleiro Rogério Ceni. Apesar do gol, o São Paulo não recuou, mas viu um adversário melhor durante toda a primeira etapa. Ceni, por duas vezes, teve de fazer ótimas defesas.
Lá no ataque, Fernandinho, pela esquerda, tentou fazer algo para empatar, mas em vão. Cícero e Carlinhos, com chutes de longe, também buscaram o gol adversário, mas a bola subiu muito. O camisa 20, com dores na perna direita, teve de sair para a entrada do volante Casemiro.
DERROTA NA ARENA
Para buscar o empate, Emerson Leão fez as últimas mudanças no time. Aos 13 minutos do segundo tempo, Rivaldo e Marlos entraram nos lugares de Casemiro e Fernandinho, respectivamente. Aos 18, Lucas tentou um chute pela direita, porém sem muito perigo ao goleiro do Atlético-PR.
Minutos depois, a principal chance do Tricolor. Rivaldo deu ótimo passe para Jean que, de esquerda, obrigou Renan Rocha a se esticar todo para defender. O São Paulo melhorou na partida e ficou com mais posse de bola, mas ainda faltava encaixar um bom ataque na etapa final.
Aos 29, após boa troca de passe entre Rivaldo e Lucas, o camisa 7 chutou forte e quase marcou. Aos 34, Rivaldo subiu para cabecear dentro da área e se chocou com Rena Rocha. Um lance muito duvidoso, mas o árbitro Pablo dos Santos Alves nada assinalou. O Tricolor seguiu tentando, mas foi derrotado mais uma vez na Arena da Baixada.
VOLTA PARA A CAPITAL
O elenco são-paulino retorna na tarde desta quinta-feira para São Paulo. Às 15h30, Emerson Leão comandará um treino no CT da Barra Funda. No próximo sábado, o Tricolor Paulista receberá o América-MG, no Morumbi. Luis Fabiano, suspenso contra o Atlético-PR, estará de volta ao time.

Fonte: Site Oficial

BMG LARGA NA FRENTE PARA 2012

Soube de uma fonte que fala frequentemente com o Rogê David diretor de comunicação do São Paulo, que  o Banco BMG atual patrocninador master do clube já está em negociações para uma renovação de contrato.
E pelo que disse Rogê, não existe somente o interesse do banco BMG, já que o mesmo comentou que o atual patrocinador está na frente nas negociações.O que dar a entender que existe outras empresas interessadas em patrocinar o São Paulo.






BSS

REFORÇOS E ESPECULAÇÕES

A Portuguesa, que contava com o lateral Fabrício que deixou o clube e foi emprestado para o Inter até o final do ano e com Raí. Agora, que subirá para a Série A, a diretoria já está se mexendo e quer nomes mais renomados.
Do São Paulo, quer Rivaldo, que JJ já afirmou que não renovará e com Juan que está em baixa no clube.
Já o Tricolor, que se desfez de Jr César, mas tem Carletto, Diogo e Cazumba em seu quadro, sem contar com Henrique Miranda que foi reserva a maior parte do torneio, agora quer um novo dono para a camisa 6 que nunca mais teve seu espaço preenchido a contento desde a saída de Júnior.
Leão afirmou que gosta muito do futebol de Diogo, conforme este Blog noticiou semana passada, mas ele está na Bélgica e o contrato de empréstimo, teria de ser finalizado antecipadamente. Cazumba está no LA Galaxy e Carletto está no América MG.
A 1a opção do São Paulo foi Cortês até a renovação com o Botafogo e contatos firmes foram efetuados com seus empresários até a finalização do negócio em que o Botafogo tinha prioridade. Já Fabrício, que ainda pertence à Lusa,  já é pensamento antigo do Tricolor. Desde o princípio de 2010, ele já era cogitado para ser contratado.
Outros nomes ventilados pela imprensa e não internamente são os de Fábio Aurélio, Diego Renan e Juninho do Figueirense.
Este é o atual impasse para a lateral esquerda. Ainda tem a novela na lateral direita.
Se uma troca ocorresse entre Tricolor e Lusa, não seria melhor pedirmos o Luís Ricardo para a direita?
Seria melhor aproveitar um garoto que já é nosso no Paulista na LE? Dar nova chance ao Juan?
O que vocês acham? Há mais algum nome que valeria a pena?

OBS: Em breve, daremos mais detalhes das conversas entre Milton Cruz e V.Love nos últimos dias e as negociações com Emerson, atualmente no Coxa que possivelmente será o substituto de Rhodolfo e de Mateus, que a Lusa sofre para renovar, devido o interesse do São Paulo.

já sobre xandão, a folha deu a informação de que o zagueiro aguarda a emissão de seu passaporte Italiano. E que depois do término do brasileiro irá se transferir para uma equipe do exterior.

Fonte: Blog do São paulo/Folha.com

DE OLHO NO G-5, TRICOLOR VISITA O ATLÉTICO-PR NA ARENA DA BAIXADA

São Paulo poderá retornar para a zona de classificação da Libertadores se vencer nesta quarta-feira

8024.jpg
Rubens Chiri / saopaulofc.net
Após cinco rodadas, o São Paulo poderá voltar para a zona de classifição para a Libertadores. Para isso acontecer, o Tricolor Paulista terá de vencer o Atlético-PR, na noite desta quarta-feira, na Arena Baixada, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Com 53 pontos, o São Paulo está na sétima colocação na tabela. Além de um triunfo diante dos paranaenses, a equipe terá de torcer por uma derrota do Botafogo (jogará diante do América-MG, fora), além de um empate entre Figueirense e Flamengo (partida que será realizada no Rio de Janeiro).
"Quem tem o desejo de vencer uma partida precisa ter a iniciativa. Se for desordenada sobrará espaços. Eles não vão enfrentar um time que vai olhar para o chão. Vamos olhar para o gol", ressaltou o técnico Emerson Leão.
A última vez que ficou entre os cinco primeiros do Brasileiro foi na 29ª rodada, com o empate sem gols com o Internacional, na Arena Barueri. Mas, no jogo seguinte, a derrota por 3 a 0 para o Atlético-GO, no Serra Dourada, tirou o Tricolor do G-5 da competição nacional.
Já no último sábado, o São Paulo encerrou uma série negativa de nove partidas sem vencer no Brasileiro. No Morumbi, o Tricolor bateu o Avaí por 2 a 0, com dois gols do atacante Luis Fabiano. Suspenso, ele cederá lugar ao garoto Willian nesta quarta-feira.
"Estou treinando forte para que eu possa ser utilizado. Se Deus quiser vai dar tudo certo e vamos conseguir os nossos objetivos no Brasileiro", disse o camisa 19.
O atacante não será a única novidade de Emerson Leão. O treinador deverá mudar o esquema tático da equipe. O zagueiro Luiz Eduardo dará lugar a Denilson, deixando o a zaga com apenas Rhodolfo e Xandão. João Filipe, com dores no pé direito, segue fora do time.
No ataque, Willian poderá ganhar a parceria de Fernandinho. No coletivo da última terça-feira, o camisa 12 ficou  com a vaga de Dagoberto, que treinou entre os reservas. O são-paulino é o artilheiro do time na temporada com 22 gols e reencontra a sua ex-equipe na Arena da Baixada.
O São Paulo entrará em campo empolgado com vitória sobre o Avaí. Empolgação que será trunfo para o time acabar com o tabu na Arena - são cinco empates e oito derrotas. Para chegar ao G-5, o Tricolor terá de afastar este fantasma e confirmar de vez a recuperação no Brasileiro.
ATLÉTICO-PR X SÃO PAULO
Estádio: Arena da Baixada, Coritiba (PR)
Data/hora: 16/11/2011 - 20h30
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e José R. Maciel Linhares (ES)
ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz (Wendel), Gustavo Araújo, Fabrício e Heracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Marcinho e Paulo Baier; Guerrón e Nieto. Técnico: Antônio Lopes.
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Rhodolfo e Cícero; Wellington, Denilson, Carlinhos e Lucas; Fernandinho e Wiliian. Técnico: Emerson Leão.

Fonte: Site Oficial